Produtividade: Pequenas coisas que funcionam para mim

Colabore com o Blog!

Olá, para ajudar a melhorar o blog, eu criei um pequeno questionário que você pode responder menos de 2 minutos.

Participe e ajude a fazer o blog ainda melhor! Saiba mais

Produtividade é um assunto sensível, afinal todos nós queremos ser mais produtivos possível. Mas driblar a procrastinação, controlar a ansiedade e ser produtivo não é nada fácil.

Eu gostaria de dizer o contrário, que ser produtivo é algo extremamente fácil, que a solução é algo que você pode comprar na farmácia da esquina, ou ler um livro e assim que você terminar de ler mudará sua vida.

Isso seria realmente fantástico, mas não acho que seja o caso (talvez um livro ajude).

Minha história não é algo que daria um “best seller”, mas por conta do que eu decidi, eu precisava fazer algo.

O eu procrastinador

Em algumas empresas, onde não se tem senso de urgência e que nos gera muito tempo vago, acabamos criando uma má rotina com o tempo ao que nos leva desde procrastinar até mesmo a depressão.

Eu passei por isso alguns anos atrás, as vezes por simplesmente não conseguir manter o foco, ou encontrar desculpas para não trabalhar.

Sim, eu procrastinei, e muito.

Podem ser pequenas coisas como longas pausas para café ou almoços, chegar atrasado e sair cedo, e as vezes até deixar de ir trabalhar.

Depois de um tempo, você leva tempo demais para fazer algo simples, ou simplesmente perde foco ao fazer algo que não é interessante, e claro, com o tempo as coisas acumulam até que você começa se sentir esgotado.

Não importa se você muda de empresa ou se é mandando embora, você vai repetir as mesmas ações depois de um tempo. Isso já aconteceu comigo.

Fazer as mesmas tarefas, mês após mês, sem interrupção (mesmo com férias) se torna cansativo após um certo tempo, tudo apressado em um cenário que não é possível dizer “não”, dieta pobre e falta de exercício, trabalhar infinitas horas e as vezes até nos finais de semana.

O resultado disso é estresse, onde não existe excitação, apenas o desinteresse.

Conheço que passaram por isso e outras que até tiveram depressão a ponto de afastamento médico. Sério, isso me assusta.

Ainda luto contra o vício do meu telefone durante as manhãs.

As pequenas coisas

Como profissional, eu preciso me gerenciar a todo custo. Estar interessado, independente se estou fazendo algo extremamente entediante ou pensando no próximo episódio de Game of Thrones. Tenho que preservar tanto meus interesses como profissional naquele momento, quanto como funcionário, onde além de estar sendo pago pelo meu trabalho/tempo, também não posso falhar com o meu time.

Não adianta querer mudar tudo de uma só vez, acredite eu tentei, e depois de alguns dias meu cérebro decidiu me sabotar e construir uma resistência a isso.

Tente ser honesto consigo mesmo, ao menos isso.

Uma coisa por vez

Eu tive um grande problema em assumir muitas coisas, acumular tarefas e deixa-las para o ultimo momento, e no fim era óbvio que nada dava certo.

Depois de perceber alguns de meus diversos erros e alguns colegas de equipe me falarem o mesmo, decidi fazer pequenas mudanças, afinal eu me conheço, sei que não consigo mudar tão drasticamente em pouco tempo.

Existe essa talk do @shanselman que além de ter me ajudado com algumas dicas, também serviu de base para algumas práticas que eu sigo até hoje.

Uma das coisas que mais interessantes que ele diz é sobre “se planejar”, e mesmo eu sendo um completo desastre sobre o assunto, isso foi possível pra mim, mesmo que difícil.

E hoje em dia eu consigo planejar meu dia de trabalho e até mesmo o que vou ler/estudar nos próximos 3 meses.

Hanselman fala sobre fazer 3 coisas por dia, apenas 3. Se pensarmos bem não parece algo tão difícil, mesmo que as vezes subestimamos algumas coisas, mas a ideia em geral é conseguir fazer algo todo dia. Depois você pode usar a mesma técnica para sua semana de trabalho ou até mesmo para seu mês.

Se você é desenvolvedor e já trabalhou com Scrum, deve perceber que isso não é muito diferente de planning, review e retrospectiva certo? Se fazemos isso com um projeto, porque não fazer com nosso tempo?

Eu tento não chegar atrasado no trabalho, mesmo odiando acordar cedo.

Todo list pode não funcionar para todos

A pratica Getting Things Done (GTD) pode não se aplicar para todo mundo, ao menos não se aplica 100% para mim. Eu utilizo um Trello para gerenciar minhas coisas pessoais, e também uso um kanban similar no trabalho que é o JIRA, mas mesmo assim eu mantenho coisas importante em “postits” onde eu posso ver, para evitar se esquecer.

Eu tenho um sério problema de atenção, e preciso escrever coisas para não me esquecer, então mantenho algumas folhas de sulfite na minha mesa e as utilizo durante o dia além de um bloco de notas que levo comigo por toda parte para anotar o que vier na minha cabeça e evitar que me esqueça depois, seja lugares que quero visitar em minhas viagens, ou até mesmo para desenhar algo.

Distrair-se é fácil, eliminar “postits” durante meu dia é uma arte.

Foco: Faça sua parte o melhor que puder

Ultimamente estou em reuniões, ou perdendo algum tempo com emails, as vezes até mesmo com outras coisas não relacionadas ao trabalho, o que faz parecer que as vezes meu dia não rendeu nada.

Atualmente eu utilizo Pomodoro para gerenciar meu tempo e tentar me focar nas minhas tarefas, mesmo sendo interrompido algumas vezes durante o dia, seja por pessoas, Skype ou uma call em 5 minutos. Mas em geral esta funcionando pra mim.

Eu “tento” manter minha média em 10 pomos por dia, o que seria algo em torno de 5 a 6h produtivas mesmo que as vezes eu ignore os short break’s. Tudo depende da sua rotina, se você tem muitas reuniões você ira fazer menos pomos, e mesmo assim eu categorizei quando meu dia simplesmente funciona com pomodoros.

  • Menor que 8 é ruim.
  • 10 ou mais é realmente bom.
  • 12+ pode ficar feliz, a não ser que tenha ficado trabalhando por 12h.

Acredite, 6 horas produzindo algo é algo fantástico.

Também utilizo em conjunto o RescueTime que me mostra em média quantas horas eu gasto em emails, skype, codificando e até mesmo websites, seja StackOverflow, GitHub ou até mesmo redes sociais e o WakaTime pra ver quanto tempo eu passo escrevendo código.

Sobre emails, por sorte eu não recebo tantos, mas estou em cópia de muitos (devem gostar de mim), então tento fazer o possível para não gastando tempo desnecessário com isso. Eu normalmente leio pelas 10h da manhã e pouco antes de ir embora as ~6h, além disso só respondo o que realmente for importante, já que em alguns casos transformam o email em chat.

Claro que se alguém me envia um invite para uma call/reunião/whatever, eles vão me chamar diretamente no Skype se for algo importante e for necessário eu estar presente.

Também tenho um problema sério com N tabs abertas no meu navegador, o que por sorte estou conseguindo usando o Pocket para guardar links que ficam abertos no meu browser, e utilizando tags para filtrar e ler apenas o que faz sentido e seja útil no fim do dia, do contrário só vou ver no fim de semana (Eles enviam um email com os links salvos no fim de semana). Tentei usar o Instapaper mas não deu certo pra mim.

Hoje ainda mantenho umas 10 tabs abertas, mas e estou contente com isso.

Agendas, alertas e tempo livre

Atualmente eu não tenho carro na Espanha, e sinceramente não pretendo ter um tão cedo. Eu levo em média 20 minutos até meu trabalho, e eu utilizo esse tempo para raciocinar o que eu tenho para fazer durante o dia que seja possível. Quando estou com mais tempo livre pela manhã, vejo alguns sites de tecnologia ou algo que salvei no meu Pocket, até mesmo praticar algo no Duolingo.

Também tenho minha agenda com alguns alertas diários, algo que estou tentando me adaptar a algum tempo, seja desde alimentar minha planilha de controle de gastos e estudar Duolingo, até meus compromissos de fato.

Dificilmente você vai conseguir fazer tudo, mesmo estando lá, mas você pode sempre reagendar. Uma coisa legal é que o app do Trello tem reminders que podem ser integrados ao Google Calendar.

Preciso de um horário fixo para video-games no fim de semana, sério!

O que eu preciso melhorar?

Hoje me sinto melhor que alguns anos atrás, de fato eu consigo sentir que posso me dedicar algumas horas durante minha semana para estudar ou ler algum livro em espanhol (atualmente: Harry Potter y la piedra filosofal).

Mas ainda não me sinto completamente realizado, ainda preciso aprender a acordar cedo tanto para não acontecer de me atrasar e para fazer academia, tocar violão e melhorar como fotografo.

Ser pontual é difícil, mas já consigo não me atrasar pela manhã.

Join the Conversation