Qual é o custo de vida em Barcelona?

Antes de tomar a decisão de se mudar para Barcelona, você provavelmente se pergunta qual é o custo mensal de viver aqui. Por mais que seja fácil, eu gostaria de compartilhar esses dados fundamentais antes de decidir sobre qualquer destino. Vamos verificar qual é o custo mensal de vida em Barcelona.

Se você pesquisar, provavelmente notará que os preços de aluguel em Barcelona estão aumentando. No entanto, o custo total de vida na cidade (considerando comida, entretenimento e transporte, etc.) é considerado mais baixo do que muitas das principais cidades da Europa. Mas como você pode saber se a renda que você tem/terá, será suficiente para viver e manter um certo nível de vida em Barcelona?

Custos de acomodação

Os preços variam dependendo de onde você olha: bairros de alta demanda como Grácia, Eixample, El Born, Barri Gotic e Poblenou vão custar muito dinheiro, mesmo para um apartamento de baixa qualidade. Os bairros como Les Corts, Sants ou La Sagrera também são muito bons e os aluguéis são um pouco mais baixos. Você também pode encontrar algo interessante na minha vizinhança favorita, o Poble Sec.

Se você planeja se mudar, pode dividir um apartamento com outras pessoas por 350-500€/mês por um quarto, ou alugar um apartamento de um quarto por 650-850€/mês. Se você é casado e tem filhos, por 800-1000€ você pode obter um muito decente 60-80m2, 2 ou 3 quartos, e as vezes até com 2 banheiros.

Além do aluguel, há um depósito caução chamado “fianza” exigido ao alugar um apartamento, o qual normalmente te obriga a pagar um depósito de 2 meses, mais a taxa do agente imobiliário, que é de 1 mês de aluguel ou 10% do aluguel anual.

Se você não se importar de viver mais longe da cidade, você pode encontrar lugares mais barato em cidades próximas como L’Hospitalet de Llobregat, Badalona, Rubi e Sabadell que estão a menos de 1h do centro de Barcelona.

Resumindo:

  • Alugar por um quarto: 350-500€
  • Alugar para estúdio: 650-850€
  • Alugar para um apartamento de 2 ou 3 quartos: 800-1000€
  • Taxa de agência imobiliária: 1 mês de ou 10% do aluguel anual
  • Depósito caução: Normalmente 2 meses de aluguel

Esteja preparado que o primeiro mês do seu aluguel você precisará pagar antecipadamente de 3-4 vezes o seu aluguel mensal. Dependendo se você aluga seu apartamento através de uma agência ou não. Muitas vezes você pode não ter que pagar a taxa da agência se você alugar direto com o proprietário, mas claro, sempre que tenha um contrato, não seja enganado.

Alguns sites que você pode pesquisar sobre o valor dos alugueis são o Idealista, Fotocasa ou Habitaclia, e especificamente para quartos existem apps como o Badi e o Spotahome.

Contas básicas

Suas contas vão dependem muito, pois você terá que pagar por eletricidade, água, gás e internet se optar por morar sozinho, a única coisa que normalmente estará incluso é o condomínio. Isso é exceção se você estiver alugando um quarto, pois normalmente estas contas já estão inclusas.

Como indicado básico, vou usar como exemplo o meu apartamento de 64m2 para duas pessoas.

  • Eletricidade: 72€
  • Água: 35€ (a cada 2 meses)
  • Gás: 0€
  • Telefone fixo: 0€
  • Celular: 20€;
  • Internet: 55,00€ por uma fibra de 100mb + TV a cabo

OBS: Essa foi a média dos últimos 6 meses, e no meu caso tudo é elétrico, por isso não pago pelo gás, o que encarece minha conta de eletricidade, e também não utilizo um telefone fixo.

Alimentação

No meu caso, para duas pessoas, gostamos de comprar as coisas que vamos comer para a semana, e compramos o “grosso” apenas 1x ao mês quando precisamos.

  • A compra base normalmente fazemos em mercados de desconto como Lidl, Consum e Mercadona: 70-80€
  • E semanalmente gastamos em média entre 20-25€

É possível gastar menos que isso caso você não compre toda semana coisas como bebidas, carne vermelha (bovina) e outras porcarias que não são essenciais.

Lista de preços para produtos populares:

  • Leite 1.5 litros: 1,20€
  • 12 ovos: 1,29€
  • Pão baguete: 0,70€
  • Margarina 500g: 2,89€
  • Bananas 1kg: 1,19€
  • Batata 1kg: 1€
  • Tomate 1kg: 2€
  • Café 250g: 2,49€
  • Açúcar 1 kg: 0,75€
  • Cerveja lata: 0,60€
  • Pasta de dente: 1,40€

Transporte público

  • Passagem para uma viagem: 2,20€
  • Passagem T10 (10 passagens): 10,20€
  • Bilhete mensal: 54,00€
  • Bicing (bicicleta da cidade): € 47,16

Um táxi do centro da cidade (Pl. Catalunya) até o aeroporto El Prat custa em média 35-40€, mas em geral você pode utilizar uma bicicleta para se locomover e ter um T10 em mãos caso chover ou precise ir para lugares muito distantes.

Veja mais sobre bilhetes e seus preços no site da TMB e também como funciona o Bicing aqui.

Outros gastos

  • Ingresso de cinema: 8,50€ (às quintas o ingresso custa 5,90€)
  • Academia: 25-45€
  • Corte de cabelo: 14€
  • Cabelo + Barba: 24€
  • Cerveja pequena (caña) em bar: 2-2,50€
  • Cerveja em um pub (500ml): 5,00€
  • Espresso/cortado/cafezinho: 1,20€
  • Jantar em um bom restaurante (para 2): 45-60€
  • Entrada em clubes (geralmente inclui uma bebida): 15-20€ (embora normalmente seja grátis antes das 2h
  • Plano de saúde: A partir de 43€ (O hospital público é bom, mas estudantes, turistas ou quem está ilegal não têm o direto de usar).

Também existem lugares baratos como o 100 Montaditos ou o La Sureña onde você pode comer e beber e não gastar nem 20€.

É possível encontrar filmes na versão original (VOSE) ou dublado em espanhol. Eu pessoalmente recomendo Yelmo, Cinesa e Renoir, além de que todos os museus são gratuitos no primeiro domingo do mês.

Conclusão

O custo de vida em Barcelona não é super barato já que é considerada a cidade mais cara da Espanha, mas é possível ter mais qualidade de vida mesmo com um orçamento baixo diferentemente do Brasil.

Se você tem um orçamento de 1200€ ou mais, é possível viver confortavelmente em Barcelona, mas também conheço algumas pessoas que ganham menos de 1000€ e que moram dividindo apartamentos, e mesmo com a grana esta curta ainda compram sua própria cerveja para levar para praia, ou fazem alguns lanches (bocadillos) e vão no parque Ciutadella/Montjuic, etc. Além de viajar algumas vezes por ano.

Ah, se você quiser fazer referência cruzada de Barcelona para a qualidade de vida, ganhos e gastos com outras cidades interessantes em todo o mundo, visite Teleport.org. É uma ótima ferramenta para comparar os níveis de vida em diferentes cidades do mundo.

Join the Conversation